Botafogo vence o inerte Corinthians e se afasta do Z4

O Botafogo venceu o Corinthians por 1 a 0 na tarde deste domingo, no Engenhão, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. O gol foi marcado por Lindoso, no primeiro tempo.

Os donos da casa tiveram o controle do jogo até abrir o placar, aos 27 minutos. Com a vantagem, recuaram e esperaram pelo Timão. Os visitantes, porém, não tiveram qualquer criatividade. A única arma foi cruzar na área, o que não foi suficiente. No minuto final, o goleiro Gatito fez um milagre em desvio de Léo Santos.

Com a vitória, o Botafogo se afasta da zona do rebaixamento e soma 38 pontos, agora na 13ª colocação do Campeonato Brasileiro. O Corinthians segue em 11º, com 39, e ainda corre risco de cair para a Série B.

Na próxima rodada, os cariocas enfrentarão o Flamengo em clássico no sábado, às 19h, também no Engenhão. O Timão também terá duelo regional, diante do São Paulo, no mesmo dia, só que às 17h.

O JOGO

O Botafogo, mesmo com limitações técnicas, foi para cima do Corinthians desde os primeiros minutos. Os visitantes deixaram claro o desejo de marcar e sair para contra-atacar.

A primeira chance do jogo veio aos 11 minutos, quando Erik invadiu a área e bateu forte. Cássio espalmou, Lindoso chutou e, novamente, o goleiro defendeu.

A primeira e única boa jogada do Corinthians ocorreu aos 24, quando Romero inverteu para Danilo, o veterano tocou de letra para Fagner cruzar bem. O goleiro Gatito se esticou e evitou a chegada do paraguaio no segundo pau.

Aos 27, saiu o gol. Léo Valencia cobrou escanteio e Ralf desviou para o própria meta na disputa com Lindoso. O quarto árbitro assinalou gol do botafoguense.

Com a vantagem, o Botafogo se fechou e viu o Corinthians avançar, mas sem qualquer criatividade. O time paulista abusou dos cruzamentos à procura de Danilo e só finalizou uma vez na direção do gol, em chute fraco de Araos, já nos acréscimos.

REPLAY

O cenário da segunda metade do primeiro tempo não se alterou na etapa final. O Botafogo, com a vantagem, esperando um Corinthians quase inofensivo, tendo o cruzamento na área como arma única.

Diante da falta de repertório, o técnico Jair Ventura colocou Roger na vaga de Gabriel logo aos 10 minutos e tentou a reação pelo alto, com o centroavante ao lado de Danilo e as chegadas de Danilo Avelar – o que não deu certo.

Aos 21 minutos, Roger caiu na área e pediu pênalti de Marcinho após ser deslocado. O árbitro Leandro Pedro Vuaden não marcou e deixou o centroavante revoltado em campo. Aos 27, Pimpão puxou contra-ataque de três contra duas, mas errou o cruzamento.

Nos minutos finais, o Corinthians insistiu na base da raça, porém, esbarrou nas próprias limitações técnicas e não alterou o placar. O Botafogo ainda ficou perto do segundo, quando Lindoso, de novo ele, cabeceou na trave depois de cruzamento de Pimpão aos 35.

Aos 45, Roger apareceu livre, mas cabeceou no meio do gol. Na sequência, Valencia cobrou falta para ótima defesa de Cássio. E no minuto final, o goleiro Gatito fez milagre em desvio de Léo Santos. No fim das contas, vitória suada dos mandantes.

(Créditos: Gazeta Esportiva)