Com dois gols de Reinaldo, São Paulo vence Fluminense

Um pênalti dado praticamente no último lance no Maracanã deu ao São Paulo a vitória por 2 a 1 contra o Fluminense, na noite deste sábado (27), pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. Reinaldo fez os dois gols são-paulinos.

A penalidade foi polêmica. O árbitro Anderson Daronco chegou a parar a partida por mais de um minuto para conferir o VAR (árbitro de vídeo). No lance, Everton cabeceou a bola e ela pegou no braço de Allan, indo pela linha de fundo.

Com o triunfo, o São Paulo igualou os 21 pontos do Flamengo, embora o clube rubro-negro ainda vá jogar nesta rodada (enfrentará o Botafogo, no domingo), e está na quarta colocação.

Já o Fluminense está com 9 pontos, na zona de rebaixamento.

O Fluminense tem novo compromisso na próxima terça, dia 30, mas pela Copa Sul-Americana. Vai enfrentar o Peñarol, do Uruguai, no jogo de volta das oitavas de final da Copa Sul-Americana. Pelo Brasileiro, jogará dia 3, contra o Internacional.

Já o São Paulo terá 13 dias livres até o próximo jogo, que será contra o Santos, no Morumbi, dia 10 de agosto.

A equipe paulistana ganhou uma rodada de folga porque o Athletico-PR, rival da 13ª jornada, viajará para o Japão para disputar a Copa Suruga. Por isso, a CBF decidiu adiar a participação do clube curitibano no Brasileirão.

Os primeiros 15 minutos do duelo foram até monótonos no Maracanã. Os dois times tocaram muito a bola, mas não tiveram iniciativa ofensiva alguma. As estatísticas chegaram a apontar 50% de posse para cada equipe.

O que mudou a cara do jogo foi o gol marcado pelo São Paulo, aos 19 minutos.

O lance ocorreu em cobrança de falta, jogada ensaiada entre Hernanes e Reinaldo. O lateral recebeu a bola, carregou um pouco e chutou de fora da área. O goleiro Muriel falhou e acabou aceitando a finalização são-paulina.

A partir daí, o Fluminense passou a pressionar em busca do empate. Criou duas chances, mas parou em Volpi.

O Fluminense martelou tanto que chegou ao empate e foi aos 35 minutos do primeiro tempo.

A jogada foi longa. Primeiro Allan levantou a bola para Marcos Paulo. O atacante tentou então encobrir Volpi. O goleiro até saltou, mas a bola bateu na trave (com ele já caído) e voltou para o meio da área. Yony González pegou a sobra e vez.

Volpi voltou a ser exigido no início da etapa final e teve de dar conta do recado.

O São Paulo voltou mais lento e também menos combativo na marcação. Prato cheio para o Fluminense, que trocou bolas com mais liberdade no campo de ataque. Porém, pecou na finalização ou esbarrou no goleiro.

Aos 29, o Fluminense deu grande susto. Em tabela de Ganso com Caio Henrique, a bola foi cruzada para a área e Yoni González, de cabeça, fez a bola explodir no travessão.

O São Paulo não fez uma partida para vencer no segundo tempo, mas acabou dando sorte perto do fim quando, em um contra-ataque, Everton cabeceou uma bola e ela bateu no braço de Allan. O árbitro resolveu consultar o VAR e deu pênalti.

Reinaldo foi para a cobrança e fez o segundo tento dele para o time tricolor paulista.

(Créditos: ESPN)