Como manter o Equilíbrio Emocional

Você é, age, pensa e sente de uma determinada forma, e para saber a razão disto, precisa se conhecer emocionalmente, saber que tipo de influência exerce e como é influenciado, não só por seu próprio emocional, como o dos outros, e também pela energia de tudo que se encontra à sua volta.

Para mantermos este nível emocional equilibrado, é necessário que, em primeiro lugar, procuremos nos conhecer e nos avaliar, através de uma autoanalise (com ou sem ajuda profissional), de forma a conseguir uma integração psicológica plena.

Sentimentos negativos exacerbados como o medo, que por vezes torna-se pânico, a culpa, são sentimentos que alteram o estado emocional, impactando em desequilíbrio, deixando a pessoa insegura, fragilizada, impotente e paralisada.

Conhecer suas falhas e aprender a como lidar com elas da melhor forma, evita a ruptura abrupta deste equilíbrio.

Centralizando as emoções buscando e proporcionando situações de lazer e prazer, que façam entrar em contato consigo mesmo é encontrar harmonia consigo, com as pessoas e o meio em sua volta, isso possibilita a renovação através de trocas energéticas saudáveis e o equilíbrio emocional almejado.

“Quanto mais distante de situações de lazer e prazer, mais perto do desequilíbrio e transtornos de ansiedade”.

Sobre Elaine Marini 26 Artigos
Psicóloga graduada em Psicologia desde 1986, Especialista em Psicologia Clínica e Manejo Psicológico na cirurgia bariátrica; pós graduada em Psicologia Transpessoal, Psicologia Hospitalar e Gestão Escolar. Escritora com 4 livros editados na área de Psicologia. Atualmente Chefe do setor de Psicologia hospitalar no Hospital Cruz Azul em São Paulo.