Corinthians vence a Ferroviária nos pênaltis e pega o Santos na Semifinal

A classificação foi sofrida, nos pênaltis, mas o Corinthians continua com o sonho do tricampeonato do Paulista vivo. A equipe recebeu a Ferroviária em sua arena nesta quarta-feira e empatou por 1 a 1, mesmo placar do jogo da ida das quartas de final. Nas penalidades, os alvinegros triunfaram por 4 a 3.

Agora, o time de Fábio Carille, dono da terceira melhor campanha entre os semifinalistas, irá enfrentar o Santos, que tem a segunda maior pontuação. O primeiro jogo ocorrerá neste fim de semana na Arena Corinthians. O outro duelo será entre Palmeiras (1º) e São Paulo (4º).

Com a bola rolando, Júnior Urso deixou os donos da casa em vantagem na etapa inicial. Thiago Santos definiu a igualdade depois do intervalo.

Nas cobranças da marca da cal, Gustavo, Clayson, Boselli e Pedrinho marcaram para o time da casa – Danilo Avelar parou no goleiro Tadeu. Pelos visitantes, Uilliam, Higor Meritão e Tadeu converteram. Tony (por cima) e Thiago Santos (Cássio defendeu) perderam.

O jogo

Os mandantes foram mais perigosos e, mesmo com apenas 31,5% de posse de bola no primeiro tempo, conseguiram criar boas chances, ao contrário do adversário. Aos 16min, Gustavo cabeceou muito perto do alvo; aos 30min, o centroavante mandou de cabeça para o fundo da rede após cobrança de falta de Jadson, mas o gol foi anulado por impedimento. O VAR confirmou a irregularidade no lance.

Aos 33min, o gol valeria. Um minuto depois de Vagner Love ter finalizado perto do alvo, Clayson fez uma bela jogada pela esquerda e tocou para o meio da área, de onde Júnior Urso, completamente livre, completou para a rede.

Ainda antes do intervalo, Gustavo cabeceou nas mãos do goleiro Tadeu aos 46min.

Na volta do segundo tempo, o ritmo diminuiu, e os visitantes alcançaram o empate aos 14min. Diogo Mateus arriscou de fora da área, e Thiago Santos desviou para o fundo do alvo.

Os donos da casa, então, foram para cima – Pedrinho entrou na vaga de Ralf, aos 24min. Henrique assustou com dois cabeceios, aos 28min e aos 30min. Na primeira, ele parou em Tadeu; na segunda, mandou para fora.

Os visitantes levaram perigo aos 32min, com Thiago Santos sendo acionado na área e não conseguindo a conclusão.

Boselli e Sornoza ainda levaram perigo nos minutos finais, mas erraram o alvo. Assim, a decisão ficou para as penalidades.

(Créditos: ESPN)