MDB quer manter presidência do Senado e diz que não negociará cargos

O presidente nacional do MDB, senador Romero Jucá (MDB-RR), afirmou nesta quarta-feira (07) que o partido quer manter a presidência do Senado no próximo ano e disse que a sigla não negociará cargos com o governo do presidente eleito Jair Bolsonaro.

“O partido não terá definição de nome para a presidência do Senado até meados de janeiro, mas queremos manter a presidência do Senado”, disse Jucá pelo Twitter.

Atualmente, a presidência do Senado é do MDB, com o senador Eunício Oliveira (MDB-CE). No entanto, ele, assim como Jucá, não conseguiu se reeleger para a próxima legislatura nas eleições realizadas no mês passado.

“O partido não está conversando com o novo governo, não vai conversar com o novo governo sobre cargos. O MDB vai se posicionar pela democracia, pelas liberdades individuais e coletivas”, disse Jucá, que foi líder do governo no Senado até agosto, quando deixou a posição por divergências com relação aos refugiados venezuelanos em Roraima.

(Créditos: Agência Brasil)