Palmeiras é derrotado pelo Ceará e perde série 33 jogos sem perder no Campeonato Brasileiro

Acabou a incrível série de 33 jogos sem perder do Palmeiras no Campeonato Brasileiro foi quebrada neste sábado (20). A a equipe alviverde, que surpreendeu e usou sua escalação titular, visitou o Ceará e sucumbiu à pressão do Castelão, sendo derrotado por 2 a 0, pela 11ª rodada da competição.

O time do Palestra Itália não perdia no Brasileiro desde que caiu por 1 a 0 para o Fluminense, ainda em 25 de julho de 2018, quando Roger Machado era o técnico.

Os responsáveis por encerrar a incrível série palmeirense foram Mateus Gonçalves e Leandro Carvalho, que marcaram uma vez em cada tempo.

Com o resultado, o time paulista segue com 26 pontos, ainda na liderança, mas pode ver o Santos igualar sua pontuação neste domingo, quando o Peixe encara o Botafogo. O Vozão, por sua vez, vai a 14 pontos e sobe para o 13º posto. Na próxima rodada do Brasileiro, o Ceará visita o Internacional, sábado, às 19h (de Brasília), no Beira-Rio e no mesmo dia, às 17h, o Palmeiras recebe o Vasco, no Allianz Parque.

Antes, porém, o time de Luiz Felipe Scolari tem desafio pela Libertadores: na terça-feira, às 21h30 (de Brasília), pega o Godoy Cruz-ARG, em Mendoza, pela abertura das oitavas de final.

O Jogo

Mesmo jogando fora de casa, o Palmeiras começou melhor e por pouco não abriu o placar logo no primeiro minuto de jogo: Dudu cobrou falta na área e Zé Rafael desviou de cabeça no cantinho, mas Diogo Silva conseguiu buscar e fez grande defesa.

Nova boa chegada do Verdão aos 9, quando Luan experimentou de fora da área e viu a bola bater na marcação, quase surpreendendo o goleiro da equipe alvinegra.

A resposta cearense veio aos 14, quando Thiago Galhardo fez desvio de cabeça e achou Felippe Cardoso em ótima posição na área. O centroavante estava livre para fuzilar Weverton, mas Marcos Rocha conseguiu salvar na hora H.

Os paulistas eram mais incisivos, e tiveram outra grande oportunidade aos 20: Scarpa cruzou rasteiro da esquerda e viu Deyverson ter seu chute travado. Na sobra, Diogo Barbosa bateu firme, mas a bola explodiu na zaga rival em cima da linha.

Era lá e cá: pouco depois, o volante William Oliveira mandou um míssil de fora da área, que passou zunindo por cima do travessão de Weverton, animando a torcida do Vozão.

No embalo, o time da casa foi para cima e achou seu gol aos 31 minutos: aproveitando rebote de sua própria ótima jogada, Mateus Gonçalves acertou um chute fortíssimo da entrada da área, no cantinho de Weverton, que pulou, mas não achou nada.

Após ser vazado, o Palmeiras tentou resposta com jogadas pelas laterais. Em uma delas, aos 40 minutos, Marcos Rocha achou Deyverson, que bateu cruzado, mas para fácil defesa do arqueiro rival.

E assim, o primeiro tempo acabou com os donos da casa em vantagem.

Na segunda etapa, Felipão fez uma mudança logo de cara: tirou Gustavo Scarpa e colocou Willian para tentar buscar a virada em Fortaleza.

Mas o time seguiu mal, e logo depois o treinador alviverde já fez mais uma mudança: sacou Zé Rafael e ingressou Raphael Veiga.

O camisa 23 fez o Verdão melhorar, e a equipe paulista passou a chegar mais à área alvinegra. Aos 16, por xemplo, Deyverson cabeceou com muito perigo por cima do gol. Pouco depois, Dudu experimentou de fora e criou perigo.

Em meio a esta pressão, o Palmeiras conseguiu um pênalti a ser favor: Marcos Rocha cruzou e o zagueiro Luiz Otávio fez o corte., mas o árbitro Rodrigo D’Alonso Ferreira viu mão no lance. Após analisar o VAR, porém, cancelou a marcação.

Scolari, então, tentou sua última cartada: Ramires na vaga de Dudu.

Mas não deu nem tempo de ver qualquer mudança, já que logo depois disso o Ceará matou o jogo: após lançamento, Leandro Carvalho apareceu livre na área e deu um leve toque para encobrir Weverton, marcando um belo gol para o Vozão.

Depois disso, o Ceará se acomodou bem atrás e resistiu à pressão final do Verdão, garantindo a vitória por 2 a 0, para alegria de sua torcida.