Histórias que curam e outras coisas que aprendi…

Um escritor nunca deixa de transformar sentimentos em palavras e, dessa vez, me peguei refletindo sobre as coisas que a vida me ensinou e me dei conta de que eu…
Aprendi que histórias curam o escritor e o leitor, porque todos nós precisamos de uma pitada de ficção;

Que não se deve insistir na dor se o poder de mudança está em nossas mãos;
Que não à toa Jesus nos ensinou a orar dizendo “seja feita a tua vontade e não a minha”, porque os Céus nos ouvem sim! E nem sempre a vontade do nosso coração é o melhor para nós, mas isso Deus sabe! E por amor, para que não percamos a fé Ele vai nos entregar o queremos…
Aprendi que o mundo não é dos talentosos, mas dos persistentes;
Que não te fará bem negar quem você é, aceitar-se é o melhor remédio;
Que a música tem poderes indescritíveis, é um mistério celeste, mas que o homem pode adulterá-la com imoralidade e letras vãs que a tornam tortura para muitos;
Que a Bíblia é o maior tesouro de Deus deixado para o homem e que lê-la nos traz a verdadeira paz, esta que não será encontrada se você só conhecer as histórias bíblicas pelo o que contam para você;
Que a vida vale a pena ser vivida,
Que as dores te capacitam;
E que o amor é o único sentimento que não te cansa;
Que o dinheiro só faz valer seu esforço se ele for fruto do trabalho que você ama;
Que o verdadeiro pobre é o pobre de espírito e,
Que o conhecimento te leva para um mundo sem caminho de volta e que, sim, ele é doloroso porque a maior parte da sociedade segue para a falta dele;
Que você não precisa convencer ninguém da sua dor, porque a verdade é relativa. Convença-se a si mesmo e se mova!
Que o risco é preciso porque ele colore a vida;
Que aceitar errar é libertador;
Que o medo não deve nos matar, porque está escrito: ” o que o ímpio teme lhe acontecerá; o que os justos desejam lhes será concedido” (Provérbios 10:24);
Que o autoconhecimento é um presente, mas de difícil acesso;
Que embora você saiba fazer algumas coisas muito bem, nem sempre elas te fazem feliz; que outras você não sabe, mas gostaria de aprender e, aprendendo-as é possível chegar a um bom resultado na medida do possível, no entanto, existem outras que… ah! Outras que você sabe fazer por excelência e elas te fazem extremamente feliz – isso é talento!
Eu aprendi também que teria muito a escrever, mas que poucos chegariam até aqui para terminar a leitura e , que sim, eu ainda tenho muito para aprender!
E você? Conte-me também o que tem aprendido.

Sobre Larissa Molina 7 Artigos
Larissa Molina é uma sonhadora otimista que desde os 12 anos de idade acreditou em seu caminho como autora. Seu livro “A Intocável – Um amor, um pacto, uma renúncia”, escrito em coautoria com uma amiga, é seu primeiro romance lançado em formato físico, mas sua trajetória como jornalista, escritora, revisora e ghost-writer, já conta com cinco livros publicados. Por acreditar no autor nacional, criou um Canal no YouTube, o qual leva o seu próprio nome, para conversar com esse público e também com seus leitores.